Ir para conteúdo


Foto

Sobre Crítica Fotográfica. Qual Sua Opinião?


  • Por favor, faça o login para responder
38 respostas neste tópico

#1 BALLOT

BALLOT
  • Moderador Global
  • 9.634 posts
    • Tempo Online: 97d 6h 57m 27s
  • Gênero:Masculino
  • Localização:São Paulo

Postado 27/07/2013 - 11:55

Como o assunto despertou interesse no status e atendendo a pedidos, criei este tópico e reproduzo aqui alguns comentários:



igorschutz
Criticar não é nada fácil, haja vista que são raras as críticas mais aprofundadas e relevantes em fóruns de assuntos gerais. Para uma crítica mais construtiva, sempre aconselho que procurem fóruns ou grupos de discussões dedicados à um nicho.

Imagem Postada

27 Jul Excluirigorschutz
Para street, por exemplo, tentem postar uma foto no tópico de crítica no HCSP. É certeza de levar porrada! Mesmo assim é ótimo, que é pra gente cair na real.

Imagem Postada

27 Jul Excluirigorschutz
Sobre boas fotografias, não acho que uma coisa se relaciona com outra. Bons críticos de gastronomia não precisam necessariamente saber cozinhar divinamente. Um bom crítico fotográfico tem de ter cultura visual, ser eloquente e, acima de tudo, sincero.

Imagem Postada

27 Jul ExcluirBALLOT
Igor, concordo com as duas primeiras colocações e discordo em parte da ultima.
Para criticar é preciso ter mais que cultura visual. A meu ver, é necessário entender "o fazer" daquilo que se critica.

Imagem Postada

27 Jul ExcluirBALLOT
E para entender " o fazer" , é preciso ter feito, não acha? rsrsrs

Imagem Postada

27 Jul ExcluirBALLOT
Preciso sair, mas acho que isto daria um tópico! kkkkkkkkk
abs

Imagem Postada

27 Jul ExcluirLucio Libanori
Trabalhei durante um bom tempo para agencias de publicidade, outro bom tempo dentro de agência de publicidade. E ao trabalhar para diretores de arte super talentosos, percebi que, mesmo sem saber fazer, eles tem ótimo olho para artes visuais em geral. Estou me limitando à questão estética e conceitual publicitária, ok? Mas embora a maioria desses caras saibam dizer se alguma coisa é boa ou não, não sabem explicar o porquê. Pior: muitas vezes n...

Imagem Postada

27 Jul ExcluirLucio Libanori
... muitas vezes não sabem dizer o que não lhes agrada em uma imagem (ilustração ou fotografia). Aí o profissional que está prestando serviço fica correndo como uma barata tonta para conseguir chegar onde o D.A. quer. Nesse momento, o "saber fazer" do Ballot seria muito útil. Mas, concordo com o Igor. Não é preciso saber cozinhar para dizer se um prato é saboroso.

Imagem Postada

27 Jul ExcluirLucio Libanori
E não é preciso ser um braumeister para saber que a Sagrada é uma puta cerveja... kkkkkkkkkkkk

Imagem Postada

27 Jul Excluirigorschutz
Com todo respeito, Professor, discordo. Como os americanos dizem, a prova está no pudim, ou seja, o que interessa é a foto, e as tecnicalidades para se chegar nela é fator secundário. Então, p.ex., um pintor que jamais tenha fotografado pode ser um excelente crítico fotográfico, na minha opinião.

Imagem Postada

27 Jul ExcluirWaldyr Neto
Valia um tópico mesmo... rsrs. Por que será que eu lembrei do Ivan? rsrs Melhor não abrir o tópico...

Imagem Postada

27 Jul ExcluirLuizDeMog
Eu entendo a frase do Ballot com absolutamente correta.
Nela não esta explicito que um critico deve fotografar, mas sim que aquele que critica e fotografa tem mais habilidade para a critica que para o fotografar.

Imagem Postada

27 Jul ExcluirBALLOT
Voltei! Rsrsrs
Imagine uma foto sua num concurso. Prefere que ela seja julgado por críticos ou por bons fotógrafos?

Imagem Postada

27 Jul ExcluirBALLOT
leiam julgadA !

Imagem Postada

27 Jul ExcluirBraga
Quantificar conhecimento é um caminho perigoso, eu sei disso. Mas é difícil de engolir certos tipos de críticas quando se vê que o criticado sabem mais que o crítico. E, nesse sentido, eu me faço valer da ousadia de discordar do Igor cuja opinião está muito bem fundamentada, a ponto de pensar que eu poderia ficar quieto em cima do muro. Mas volto a dizer: muitos críticos por aí deveriam tomar um pé na bunda e um tapa na orelha.

Imagem Postada

27 Jul ExcluirLucio Libanori
Um ótimo diretor de cinema que não atue, é capaz de criticar um ator de maneira embasada tecnicamente?

Imagem Postada

27 Jul ExcluirBALLOT
Boa pergunta.

Imagem Postada

27 Jul Excluirigorschutz
Olha,o ideal mesmo seria abrir um tópico, pois isso é assunto pra mais de metro, mas, respondendo a pergunta do Ballot, prefiro ser julgado por um bom crítico e mal fotógrafo do que por um bom fotógrafo e mal crítico.

Imagem Postada

27 Jul Excluirigorschutz
Aliás, há pouco tempo, em outro fórum, recebi uma crítica extremamente burra e pedante de um cara que é um bom fotógrafo mas não entende nada de fotografia (sim, isso é possível). O cara vive fechado no mundinho dele e acha que qualquer coisa fora daquilo não presta, aí vai e fala m****.


#2 Lucio Libanori

Lucio Libanori
  • Moderador
  • 306 posts
    • Tempo Online: 15d 3h 1m 46s
  • Gênero:Masculino
  • Localização:São Paulo – SP

Postado 28/07/2013 - 12:18

E se o fotógrafo que fizer a crítica for um lomografista? :rindo:
  • Andrade Mendes curtiu isso

#3 BALLOT

BALLOT
  • Moderador Global
  • 9.634 posts
    • Tempo Online: 97d 6h 57m 27s
  • Gênero:Masculino
  • Localização:São Paulo

Postado 28/07/2013 - 12:19

E se o fotógrafo que fizer a crítica for um lomografista? :rindo:

Devolvo: dai é fotógrafo? :rindo:
  • Andrade Mendes curtiu isso

#4 Lucio Libanori

Lucio Libanori
  • Moderador
  • 306 posts
    • Tempo Online: 15d 3h 1m 46s
  • Gênero:Masculino
  • Localização:São Paulo – SP

Postado 28/07/2013 - 12:21

Devolvo: dai é fotógrafo? :rindo:


:rindo: :rindo: :rindo:
Xeque-mate.

#5 BALLOT

BALLOT
  • Moderador Global
  • 9.634 posts
    • Tempo Online: 97d 6h 57m 27s
  • Gênero:Masculino
  • Localização:São Paulo

Postado 28/07/2013 - 12:24

Sobre esta foto que está ai em cima para ser leiloada, quando vi o resultado gostei muito. Mas só fui gostar mais ainda, quando você me passou aqueles gráficos sobre calibragem da impressora e todo o trabalho para atingir o resultado.
Ou seja, ao aprender " o fazer" tive mais background para meu auto-julgamento. Tô delirando? :wacko:

#6 BALLOT

BALLOT
  • Moderador Global
  • 9.634 posts
    • Tempo Online: 97d 6h 57m 27s
  • Gênero:Masculino
  • Localização:São Paulo

Postado 28/07/2013 - 12:34

Uma observação extra-tópico: já estamos com mais de 20 "ping-pong" sobre o assunto e com diferenças de opinões focadas e em elevado nível de respeito. A "purgação" no forum fez bem! :rindo:

Editado por BALLOT, 28/07/2013 - 12:34 .

  • Andrade Mendes curtiu isso

#7 Lucio Libanori

Lucio Libanori
  • Moderador
  • 306 posts
    • Tempo Online: 15d 3h 1m 46s
  • Gênero:Masculino
  • Localização:São Paulo – SP

Postado 28/07/2013 - 12:39

Sobre esta foto que está ai em cima para ser leiloada, quando vi o resultado gostei muito. Mas só fui gostar mais ainda, quando você me passou aqueles gráficos sobre calibragem da impressora e todo o trabalho para atingir o resultado.
Ou seja, ao aprender " o fazer" tive mais background para meu auto-julgamento. Tô delirando? :wacko:


Nem um pouco, mestre. Saber fazer, dominar o processo, quebrar a cara... enfim, enxergar as vísceras do processo de criação de uma imagem nos dá muito mais critério para julgar o trabalho de outros fotógrafos.

Exemplo: minha percepção sobre fotografia mudou (continua mudando) depois do WS. Foi fundamental.

Acho que o que o Igor e eu pensamos é que produzir fotografia, saber operar um equipamento fotográfico, não torna ninguém automaticamente credenciado para criticar. Há outros fatores envolvidos. Repertório visual é um deles. E, convenhamos, há fotógrafos que possuem repertórios estreitos. Não no que diz respeito à produção, pois cada um acaba focando no que gosta mais de fazer, mas no que diz respeito à análise crítica.

Viajei?

#8 BALLOT

BALLOT
  • Moderador Global
  • 9.634 posts
    • Tempo Online: 97d 6h 57m 27s
  • Gênero:Masculino
  • Localização:São Paulo

Postado 28/07/2013 - 12:47

Nem um pouco, mestre. Saber fazer, dominar o processo, quebrar a cara... enfim, enxergar as vísceras do processo de criação de uma imagem nos dá muito mais critério para julgar o trabalho de outros fotógrafos.

Exemplo: minha percepção sobre fotografia mudou (continua mudando) depois do WS. Foi fundamental.

Acho que o que o Igor e eu pensamos é que produzir fotografia, saber operar um equipamento fotográfico, não torna ninguém automaticamente credenciado para criticar. Há outros fatores envolvidos. Repertório visual é um deles. E, convenhamos, há fotógrafos que possuem repertórios estreitos. Não no que diz respeito à produção, pois cada um acaba focando no que gosta mais de fazer, mas no que diz respeito à análise crítica.

Viajei?


Não viajou, background cultural, curiosidade por toda a Fotografia, olhar sem viseiras é fundamental na formação de um bom fotógrafo.
  • Lucio Libanori curtiu isso

#9 Waldyr Neto

Waldyr Neto
  • V.I.P.
  • 1.348 posts
    • Tempo Online: 35d 5h 36m 47s
  • Gênero:Masculino
  • Localização:Petrópolis - RJ

Postado 28/07/2013 - 07:51

Acho que a resposta não é tão óbvia. Nem todo mundo que é bom para criar é bom para julgar. São coisas diferentes e até opostas. Uma vez fiz um curso de negociação. Numa determinada parte tinha um estudo sobre os tipos de pessoas. Uma das classificações era entre pessoas associativas (a partir de elementos criavam algo novo) e desassocitativas - não me lembro se era realmente esse o nome (tinham facilidade de perceber erros, dissonâncias, coisas fora do lugar). Essas características eram opostas.

Numa indústria as pessoas associativas estariam na área de projetos, e as desassociativas estariam no controle de qualidade. Se inverter dá tudo errado. Na arte as associativas seriam os artistas, as desassociativas seriam os críticos.

Um exemplo bem real. Levei 5 dias corridos (sem parar mesmo) para botar no papel meu último livro. Saiu de uma vez só, pura emoção. Precisei de 4 pessoas durante 10 dias para revisar, um trabalho totalmente analítico. Criação e crítica são coisas diferentes.

No livro The New Art of Photographing Nature, as fotos são sempre analisadas pelo autor, o fotógrafo Art Wolfe, e por uma editora, Martha Hill. A Martha Hill faz até análises mais interessantes, pois vê a foto pelo resultado, sem se preocupar com questões técnicas. Eu mesmo já me peguei "gostando" de uma determinada foto minha pela dificuldade em fazer, pelo acerto no planejamento, etc. E já me surpreendi com outras pessoas, inclusive não fotógrafos, gostando mais de outras fotos.

Bons fotógrafos podem ser bons críticos
Maus fotógrafos ou não fotógrafos podem ser bons críticos
Bons fotógrafos podem ser maus críticos

Boas fotos e boas críticas são igualmente difíceis de fazer :)

#10 Andrade Mendes

Andrade Mendes

    AndradeMendes

  • Membro
  • 6.677 posts
    • Tempo Online: 55d 18h 6s
  • Gênero:Masculino
  • Localização:São Paulo - SP

Postado 28/07/2013 - 12:13

Uma observação extra-tópico: já estamos com mais de 20 "ping-pong" sobre o assunto e com diferenças de opinões focadas e em elevado nível de respeito. A "purgação" no forum fez bem! :rindo:


Hahahahahahaha, sem dúvida BALLOT.
Abração

#11 Lindsay

Lindsay
  • Membro
  • 2.589 posts
    • Tempo Online: 39d 21h 43m 38s
  • Gênero:Masculino
  • Localização:São Paulo

Postado 28/07/2013 - 12:16

O exercício da apreciação de uma fotografia ja é em si uma critica, pessoal, intima. Qualquer um pode e vai criticar a fotografia que vê, mesmo aquele que não tem nenhum embasamento técnico ou cultural para isso.

Existe o pessoal que estuda muito sobre linguagem fotográfica e se dedica a entender o que é que se passa com cada cena, mas este nível de critica pertence aos estudiosos e especialistas.

"Gostei ou não gostei" esta relacionado à reconstrução da cena e o imediato sentimento que a fotografia provoca ao expectador, que mistura os elementos/signos que estão presentes na cena ao seu conhecimento pessoal imagético, seja complexo, simples, ou em qualquer nível cultural para interpretá-la.

É justamente ai que está a magia da fotografia.

#12 BALLOT

BALLOT
  • Moderador Global
  • 9.634 posts
    • Tempo Online: 97d 6h 57m 27s
  • Gênero:Masculino
  • Localização:São Paulo

Postado 28/07/2013 - 12:43

Apenas para lembrar que a Leitura de Portfólio ( que não deixa de ser uma crítica) normalmente é realizada por profissionais com notório saber e conhecimento técnico de fotografia. Também é feita por alguns críticos e/ou curadores, mas em menor proporção. Muitos autores preferem que seus portfólios sejam “lidos” por fotógrafos.

#13 rwsalles

rwsalles
  • Membro
  • 2.178 posts
    • Tempo Online: 11d 20h 32m 34s
  • Gênero:Masculino

Postado 28/07/2013 - 03:27

Críticos sobre qualquer assunto são formadores de opiniões, não é mesmo? Se eu não entendo de um assunto,vou buscar opínião de alguém que tenha um testemunho de um trabalho e atuação naquela área.

Daí segue que uma crítica válida, deve necessariamente ser acompanhada da correspondente justificativa. Se tal crítica vai agradar ou não, é outro problema.

Mas,atenção, qualquer crítica não passa de uma opinião pessoal, carregada de subjetivismos e formação cultural de quem a faz.. Há quem não goste de Mozart, Beethoven, Bach, etc..

Por outro lado, se um trabalho me fala ao coração, se me desperta emoções, dispenso a crítica. Além disso, nenhum crítico poderia fazer seu trabalho se não houvesse artistas produzindo. Então eles, os críticos, dependem de nós, e a recíproca não é verdadeira. .
  • Sganzerla, Andersen, Leonardo e 1 outro curtiram isso

#14 hjusioli

hjusioli
  • Moderador
  • 3.297 posts
    • Tempo Online: 6d 23h 5m 6s
  • Gênero:Masculino
  • Localização:Bauru - SP

Postado 28/07/2013 - 07:19

Excelente tópico, Ballot.

Eu recomendo, sempre que possível, que leiam as críticas de fotografia do mais respeitado crítico americano vivo, o David Vestal, que ainda por cima é um grande fotografo e foi professor de fotografia.

("com 400U$ do meu bolso e mais 1 mês de trabalho meu e de meus abnegados alunos consegui convencer a direção da faculdade que um laboratório completo era necessário para que Fotografia se tornasse matéria obrigatória" - Pratts Institute for Arts, 1940)

#15 igorschutz

igorschutz
  • Membro
  • 2.380 posts
    • Tempo Online: 34d 41m 52s
  • Gênero:Masculino
  • Localização:São Paulo/SP

Postado 28/07/2013 - 08:08

A vantagem de ver este assunto num tópico, ao invés da coluna de status, é que aqui somos livres para discorrer sem a necessidade de sermos tão sucintos, o que poderia dar margem à interpretações diversas.

O que eu tentei dizer lá no status foi uma mistura disso que o Lucio falou na mensagem #7 com o que o Waldyr explicou acima, ou seja, bons fotógrafos não necessariamente são bons críticos e bons críticos não necessariamente precisam ser bons fotógrafos, pois os requisitos para se executar estas diferentes tarefas não são os mesmos.

Dois dos maiores curadores do MoMA, John Szarkowski e Peter Galassi -- sendo o primeiro um dos caras que revolucionou a fotografia contemporânea ao aceitar nas paredes do Museu obras de gente como Winogrand, Arbus, Eggleston, etc., -- até davam seus cliques de vem em quando, mas nunca foram reconhecidos como fotógrafos, nunca tiveram trabalho publicado nesta área. Já Steichen, fotógrafo famosíssimo e curador do MoMA que antecedeu Szarkowski, desprezava esse tipo de fotografia como snapshots aleatórios e indignos de serem exibidos como um "trabalho" (falava horrores da fotografia de Winogrand, por exemplo).

Susan Sontag é outro exemplo de crítica/curadora que nunca tirou uma foto.

Então, não nego que bons fotógrafos possam ser excelentes críticos, mas ao mesmo tempo, também não acho que alguém que nunca apresentou uma boa fotografia seja um completo incapaz de ser um bom crítico, ou que não tenha "autoridade moral" para criticar o trabalho de outro. Muito pelo contrário, até! O desconhecimento dos meandros fotográficos podem até dar um outro tipo de visão ao crítico, sem vícios, sem que este se impressione mais com o método do que com a foto, pois isso acontece MUITO em fóruns de internet. Ah, e o contrário acontece muito também: o fotógrafo deixa de apreciar uma boa foto, que muitas vezes foi tirada por um leigo, porque a foto carece de "dificuldade".

Mas, veja bem: não estou querendo dizer que para ser crítico é melhor não saber como se faz, não é isso! Se souber como se faz, a pessoa vai se tornar melhor crítico ainda, pois vai falar como propriedade. O que estou querendo dizer é que o crítico não precisa ter um bom portfólio para saber e poder criticar o portfólio alheio, como a frase inicial do Ballot dava a entender ("Criticar uma fotografia é muito fácil. Mostrar uma boa fotografia, nem sempre.").

No reino das analogias, temos infinitos casos para exemplificar: quantos técnicos de futebol de ponta foram jogadores excepcionais na sua juventude? E mais: quantos jogadores de ponta foram técnicos excepcionais depois de aposentar-se dos campos? For assim, o Pelé deve ser um técnico fora de série, correto?
Quantos críticos de cinema são diretores de mão cheia? Quantos diretores de mão cheia são excelentes críticos? Confira os resultados daqueles festivais de cinema em que o juri é recheado de celebridades, e dá pra ter noção do que quero dizer...

Um abraço,

Igor

#16 Gerhard

Gerhard
  • Membro
  • 343 posts
    • Tempo Online: 2d 5m 55s
  • Gênero:Masculino
  • Localização:Piracicaba - SP

Postado 30/07/2013 - 08:26

Sobre esta foto que está ai em cima para ser leiloada, quando vi o resultado gostei muito. Mas só fui gostar mais ainda, quando você me passou aqueles gráficos sobre calibragem da impressora e todo o trabalho para atingir o resultado.
Ou seja, ao aprender " o fazer" tive mais background para meu auto-julgamento. Tô delirando? :wacko:

Passou a gostar mais da foto ou passou a admirar mais ela após conhecer todo trabalho envolvido na impressão dela?

#17 Gerhard

Gerhard
  • Membro
  • 343 posts
    • Tempo Online: 2d 5m 55s
  • Gênero:Masculino
  • Localização:Piracicaba - SP

Postado 30/07/2013 - 08:29

A vantagem de ver este assunto num tópico, ao invés da coluna de status, é que aqui somos livres para discorrer sem a necessidade de sermos tão sucintos, o que poderia dar margem à interpretações diversas.

O que eu tentei dizer lá no status foi uma mistura disso que o Lucio falou na mensagem #7 com o que o Waldyr explicou acima, ou seja, bons fotógrafos não necessariamente são bons críticos e bons críticos não necessariamente precisam ser bons fotógrafos, pois os requisitos para se executar estas diferentes tarefas não são os mesmos.

Dois dos maiores curadores do MoMA, John Szarkowski e Peter Galassi -- sendo o primeiro um dos caras que revolucionou a fotografia contemporânea ao aceitar nas paredes do Museu obras de gente como Winogrand, Arbus, Eggleston, etc., -- até davam seus cliques de vem em quando, mas nunca foram reconhecidos como fotógrafos, nunca tiveram trabalho publicado nesta área. Já Steichen, fotógrafo famosíssimo e curador do MoMA que antecedeu Szarkowski, desprezava esse tipo de fotografia como snapshots aleatórios e indignos de serem exibidos como um "trabalho" (falava horrores da fotografia de Winogrand, por exemplo).

Susan Sontag é outro exemplo de crítica/curadora que nunca tirou uma foto.

Então, não nego que bons fotógrafos possam ser excelentes críticos, mas ao mesmo tempo, também não acho que alguém que nunca apresentou uma boa fotografia seja um completo incapaz de ser um bom crítico, ou que não tenha "autoridade moral" para criticar o trabalho de outro. Muito pelo contrário, até! O desconhecimento dos meandros fotográficos podem até dar um outro tipo de visão ao crítico, sem vícios, sem que este se impressione mais com o método do que com a foto, pois isso acontece MUITO em fóruns de internet. Ah, e o contrário acontece muito também: o fotógrafo deixa de apreciar uma boa foto, que muitas vezes foi tirada por um leigo, porque a foto carece de "dificuldade".

Mas, veja bem: não estou querendo dizer que para ser crítico é melhor não saber como se faz, não é isso! Se souber como se faz, a pessoa vai se tornar melhor crítico ainda, pois vai falar como propriedade. O que estou querendo dizer é que o crítico não precisa ter um bom portfólio para saber e poder criticar o portfólio alheio, como a frase inicial do Ballot dava a entender ("Criticar uma fotografia é muito fácil. Mostrar uma boa fotografia, nem sempre.").

No reino das analogias, temos infinitos casos para exemplificar: quantos técnicos de futebol de ponta foram jogadores excepcionais na sua juventude? E mais: quantos jogadores de ponta foram técnicos excepcionais depois de aposentar-se dos campos? For assim, o Pelé deve ser um técnico fora de série, correto?
Quantos críticos de cinema são diretores de mão cheia? Quantos diretores de mão cheia são excelentes críticos? Confira os resultados daqueles festivais de cinema em que o juri é recheado de celebridades, e dá pra ter noção do que quero dizer...

Um abraço,

Igor

Concordo com o Igor.
Sendo bem simplista, creio que um bom fotógrafo se vale de um maior embasamento prático do que teórico e um bom crítico, o oposto.

A propósito, excelente tópico.

Um abraço.

#18 BALLOT

BALLOT
  • Moderador Global
  • 9.634 posts
    • Tempo Online: 97d 6h 57m 27s
  • Gênero:Masculino
  • Localização:São Paulo

Postado 30/07/2013 - 09:13

Passou a gostar mais da foto ou passou a admirar mais ela após conhecer todo trabalho envolvido na impressão dela?

Uma fotografia só é uma fotografia quando se materializa em papel seja por processo analógico ou giclée. Ver uma foto que criei ampliada no tamanho de 1 metro por 80cm feita com a excelência profissional do Lucio, realmente me impressionou e creio que a todos os participantes do WS. Saber do processo utilizado na impressão, creio que valoriza mais ainda o julgamento. Aliás, o Lucio preparou estes giclées para mostrar aos participantes do WS o nível de qualidade a que chegou a impressão por jato de tinta.
abs

Editado por BALLOT, 30/07/2013 - 09:29 .

  • hjusioli curtiu isso

#19 igorschutz

igorschutz
  • Membro
  • 2.380 posts
    • Tempo Online: 34d 41m 52s
  • Gênero:Masculino
  • Localização:São Paulo/SP

Postado 30/07/2013 - 09:42

Uma fotografia só é uma fotografia quando se materializa em papel seja por processo analógico ou giclée.


Discordo também, mas aí é papo pra outro tópico... :compute-9:

#20 Schiefer

Schiefer
  • Membro
  • 1.012 posts
    • Tempo Online: 67d 27m 14s
  • Gênero:Masculino
  • Localização:São Paulo

Postado 30/07/2013 - 09:51

Lembrei de uma aula de história da arte na faculdade de arquitetura.

O professor disse que os arquitetos precisavam ter um vasto banco de dados mental com imagens, que quanto maior, mais seria simples termos soluções para os projetos.

Acho que essa ideia se aplica aos críticos e as pessoas que lidam com o "visual" diariamente. Não acho de forma alguma que um critico necessite ser um bom fotógrafo para poder avaliar uma imagem.
  • Gerhard curtiu isso

#21 Gerhard

Gerhard
  • Membro
  • 343 posts
    • Tempo Online: 2d 5m 55s
  • Gênero:Masculino
  • Localização:Piracicaba - SP

Postado 30/07/2013 - 09:59

Não acho de forma alguma que um critico necessite ser um bom fotógrafo para poder avaliar uma imagem.

Concordo totalmente. Creio que sendo um bom fotógrafo ele saberia como a foto foi feita os as dificuldades de quem fez a foto.

#22 BALLOT

BALLOT
  • Moderador Global
  • 9.634 posts
    • Tempo Online: 97d 6h 57m 27s
  • Gênero:Masculino
  • Localização:São Paulo

Postado 30/07/2013 - 10:05

Discordo também, mas aí é papo pra outro tópico... :compute-9:

Sim, outro tópico: virtual x realidade! rsrsrsrsrsr

#23 Schiefer

Schiefer
  • Membro
  • 1.012 posts
    • Tempo Online: 67d 27m 14s
  • Gênero:Masculino
  • Localização:São Paulo

Postado 30/07/2013 - 10:11

Sobre dificuldades.

Vcs acham que Michelangelo tem mais méritos por ter pintado o teto da capela Sistina deitado em um andaime se comparado ao Da Vinci que pintou suas obras sentado ou em pé?

Uma foto do Robert Capa é melhor que uma do HCB por um ter o fator risco de vida?

#24 LuizDeMog

LuizDeMog
  • Membro
  • 2.217 posts
    • Tempo Online: 32d 18h 9m 56s
  • Gênero:Masculino
  • Localização:Mogi das Cruzes

Postado 30/07/2013 - 11:02

Vejo uma foto e... gosto ou não gosto.
Então começo um exercicio para entender o por que de gostar e não. Formo então meu entendimento.
Depois lendo comentarios/criticas dos demais tenho meu entendimento confirmado, contrariado ou aperfeiçoado. Isso ocorre no estrito universo dos foruns, excluo a area pro.
Quando a critica aperfeiçoa meu entendimento, a foto não mudou mas a critica mudou a mim, meu modo de ver a tal foto, para mim, fica claro que entrei num outro nivel para aquela foto. A foto então passa a ter um significado a que só os conhecedores daquela critica podem ter.

Me parece que uma das maiores virtudes do critico deva ser a sua capacidade para se comunicar, sua capacidade para escrever. Escrever é muito diferente do falar.
abçs
  • Pris WerSo curtiu isso

#25 Marcelo Versiani

Marcelo Versiani
  • Membro
  • 1.973 posts
    • Tempo Online: 44d 19h 36m 43s
  • Gênero:Masculino
  • Localização:rio de janeiro

Postado 30/07/2013 - 11:09

Críticos sobre qualquer assunto são formadores de opiniões, não é mesmo? Se eu não entendo de um assunto,vou buscar opínião de alguém que tenha um testemunho de um trabalho e atuação naquela área.
Daí segue que uma crítica válida, deve necessariamente ser acompanhada da correspondente justificativa. Se tal crítica vai agradar ou não, é outro problema.
Mas,atenção, qualquer crítica não passa de uma opinião pessoal, carregada de subjetivismos e formação cultural de quem a faz.. Há quem não goste de Mozart, Beethoven, Bach, etc..
Por outro lado, se um trabalho me fala ao coração, se me desperta emoções, dispenso a crítica. Além disso, nenhum crítico poderia fazer seu trabalho se não houvesse artistas produzindo. Então eles, os críticos, dependem de nós, e a recíproca não é verdadeira. .


Penso da mesma forma. O interessante é que mesmo em fóruns de fotografia existe a questão da formação de opinião, onde o líder faz um comentário inicial, e os seguidores retificam o comentário. Normal, pois cada lugar tem a sua cara, a sua tendência, que são sustentadas pelos mais respeitados.

E a crítica pode também ter um significado comercial, valorizando ou desvalorizando um trabalho ou um autor. Aí já existe uma responsabilidade maior, mas também uma projeção maior do próprio crítico. Na história da arte houve alguns momentos importantes quando a crítica, ao tentar desconstruir um movimento, acabou por torná-lo mais consistente.

Editado por Marcelo Versiani, 30/07/2013 - 11:10 .


#26 Sganzerla

Sganzerla
  • Membro
  • 1.187 posts
    • Tempo Online: 14d 19h 53m 28s
  • Gênero:Masculino
  • Localização:São Paulo/SP

Postado 30/07/2013 - 03:16

Bom, vou fazer o papel do chato e dizer que particularmente tenho muita dificuldade em colocar em pé de igualdade a opinião de um fotógrafo de outro que não seja.
Tendo conhecido alguns editores/críticos "importantes" aí do nosso mercado eu tenho quase certeza de que muita porcaria é feita/publicada porque passa pelo crivo desse pessoal que nunca fotografou bem e descobriu um espaço onde ainda podem ter alguma influência. Nem vou entrar no mérito da Academia porque essa é outra discussão e eu tenho opinião mais radical ainda sobre o quanto esse pessoal está longe da realidade.

Gostaria de pensar diferente, mas... se tiver que fazer leitura do meu portfolio algum dia, vai ser direto nos fotógrafos.

#27 igorschutz

igorschutz
  • Membro
  • 2.380 posts
    • Tempo Online: 34d 41m 52s
  • Gênero:Masculino
  • Localização:São Paulo/SP

Postado 30/07/2013 - 03:40

(...) muita porcaria é feita/publicada porque passa pelo crivo desse pessoal que nunca fotografou bem e descobriu um espaço onde ainda podem ter alguma influência.


Como se o fato de fotografar bem desse algum super poder para alguém decidir o que presta/não presta...

No fim das contas, não interessa se o crítico fotografa ou não fotografa, e sim se você está ou não de acordo com a opinião do crítico, porque, no final das contas, se um cara que fotografa bem falar que aquilo que você detesta é maravilhoso, você de qualquer jeito vai desdenhar da opinião do cara.

De resto, tudo OK você ter suas preferências, querer que pessoas com tal e tal qualificações façam leitura do seu portfólio, etc. Todos nós temos exigências quanto a isso.
Eu, por exemplo, não gostaria de ter um portfólio de street sendo avaliado pelo Ansel Adams, que pode ser o maior pica das galáxias, mas que não entende p.n. do assunto...

#28 Lindsay

Lindsay
  • Membro
  • 2.589 posts
    • Tempo Online: 39d 21h 43m 38s
  • Gênero:Masculino
  • Localização:São Paulo

Postado 30/07/2013 - 05:11

Em várias situações, a critica pode padecer de influências que ultrapassam o "razoável" técnico/artístico. Assim como em outas situações, na relação "critica" vs. "obra de um artista", podem existir pessoas com afinidade entre si que se promovem mutuamente (ou o inverso). Existem tbm grupos com interesses mútuos, que se organizam em busca de promoção (ou para destruir).

Eu ja vi cada uma... fiz força para entender, mas no final, criticamente não concordei... não tem problema, tentei mas não consegui.

Sei tbm que existe o império dos supostamente "profundos estudiosos", querendo com base na critica e a qualquer custo, empurrar por goela abaixo aquilo que a pessoa simples jamais vai entender. Alguns se sentem como Deuses.

Penso que uma boa obra simples ou complexa não precisa de critica para se justificada, normalmente ja vai estar com as qualidades visíveis. Penso tbm que uma boa obra não tem a obrigação de ser unanime.
  • Schiefer curtiu isso

#29 LuizDeMog

LuizDeMog
  • Membro
  • 2.217 posts
    • Tempo Online: 32d 18h 9m 56s
  • Gênero:Masculino
  • Localização:Mogi das Cruzes

Postado 30/07/2013 - 06:10

Creio que ha 3 ramos da critica: a de foruns, a comercial e a profissional.
A de foruns resulta no ego. A comercial visa os interesses nesse segmento e a profissional que é a de portfolio para contratação do profissional ou seleção do trabalho realizado.
Fico curioso em saber se minha crença é verdadeira.

#30 Sganzerla

Sganzerla
  • Membro
  • 1.187 posts
    • Tempo Online: 14d 19h 53m 28s
  • Gênero:Masculino
  • Localização:São Paulo/SP

Postado 30/07/2013 - 08:50

Igor, não é questão de super poder, é só questão de que pelo menos uma variável está sob controle. A questão concordar ou não é irrelevante nesse caso, pois no final das contas o julgamento sempre vai ser pessoal.
Já vi fotógrafo famoso detonar trabalhos de amigos para depois esses serem publicados com elogios.
Já vi editores/críticos fazerem o mesmo. Nesse caso aqui entra a questão comercial/profissional que o Luiz bem lembrou, e é o que estou criticando.

Também não vejo sentido ser avaliado em uma área por fotógrafo de outra, mas me responda uma coisa, se você pudesse escolher entre todas as pessoas do mundo, levaria a quem seu material de street?




0 usuário(s) está(ão) lendo este tópico

0 membros, 0 visitantes, 0 membros anônimos